Bolo-rei

Reza a história que o Bolo-rei simboliza a realeza dos Reis Magos e os presentes oferecidos a Jesus. Até a fava tem um lugar importante na história pois, segundo dizem, foi concedido ao Rei que a encontrou, o privilégio de ser o primeiro na entrega dos presentes.

Para quem gosta de cozinhar, confeccionar o bolo-rei em casa é um prazer, estendido aos demais na degustação desta iguaria. E atenção… o nosso bolo ainda conserva o brinde e a fava, uma vez que a nossa casa não está sujeita à proibição das normas comunitárias.

Este ano, inspiradas por uma das pastelarias galardoadas pela mestria no fabrico do bolo-rei, pincelámos o nosso bolo com caramelo líquido antes de o polvilhar com açúcar em pó e gostámos muito do resultado.

Atendendo às preferências familiares, optámos por deixar o bolo-rei cozer um pouco mais do que o tempo previsto na receita, conforme pode confirmar na fotografia que apresentamos. Contudo, sugerimos que siga o tempo de cozedura indicado pois será o que lhe dá mais garantias de um resultado mais consensual.

 

Ingredientes:

  • 450 g de farinha;
  • 1 dl de leite morno;
  • 30 g de fermento de padeiro;
  • 80 g de açúcar;
  • 80 g de manteiga;
  • 3 ovos;
  • 2 colheres (sopa) de Vinho do Porto;
  • 140 g de frutos secos (pinhões, nozes, avelãs);
  • 30 g de sultanas;
  • 150 g de fruta cristalizada (cortada em pedacinhos);
  • 50 g de miolo de amêndoa picado;
  • Fruta cristalizada inteira para decoração;
  • Sal q.b.;
  • 1 ovo para pincelar;
  • Geleia q.b. para pincelar;
  • Farinha e açúcar em pó para polvilhar;
  • 1 fava seca;
  • 1 brinde embrulhado em papel vegetal.

Preparação:

Misture o leite morno e o fermento de padeiro numa tigela mexendo bem. Reserve.

Coloque a farinha, o açúcar, a manteiga, os ovos, o vinho do porto e uma pitada de sal numa taça. Adicione o leite com o fermento a esta mistura e amasse.

Coloque a massa numa bancada polvilhada com farinha e amasse muito bem até obter uma massa homogénea.

Molde uma bola com a massa, polvilhe com farinha e coloque novamente na taça. Cubra-a com um pano e deixe a levedar num local aquecido até duplicar o volume.

Depois de levedar, misture os frutos secos, as sultanas e as frutas cristalizadas cortadas em pedacinhos e incorpore na massa amassando ligeiramente. Molde a massa em forma de bola, coloque-a num tabuleiro, cubra com um pano e deixe repousar até duplicar o volume. Se pretender, é nesta fase que introduz o brinde e a fava.

Abra um buraco no meio da bola e molde o bolo em forma de coroa.

Faça um pequeno cilindro em papel prata, unte com um pouco de manteiga e coloque no centro para se assegurar de que o buraco não feche (como nos aconteceu algumas vezes no passado).

Barre o bolo com gema de ovo batida e polvilhe com o miolo de amêndoa picado. Decore com as frutas cristalizadas inteiras intercalando com montinhos de açúcar em pó.

Leve ao forno a 180°C durante cerca de 35 minutos. Faça o teste do palito para confirmar se está cozido, pois diferentes fornos podem originar diferentes resultados.

Depois de cozido, deixe arrefecer e pincele o bolo-rei com geleia diluída num pouco de água.

Finalize polvilhando-o com açúcar em pó.

Bom apetite!

A Filha

(Visto 93 vezes, 1 visitas hoje)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.